Praticando o desapego de sentimentos.

escrito por Ivone Leles

Pelo título não é mais uma edição do bazar de desapego do blog, hoje vou falar de desapego sentimental, um dos mais difíceis, apesar que desapegar daquela base muito cara que ficou mais clara para sua pele também pode ser, afinal tem um jeitinho de usá-la, é só misturar com uma base mais escura ou espalhar bem e passar o pó compacto da cor ideal da sua pele.
Com os sentimentos as coisas não são tão simples, parece algo só "da nossa cabeça" ou só do coração, mas é algo mais orgânico e fisiológico, o corpo acostuma a se sentir assim, a sentir talvez aquilo que dói muito a saudade.
Desapegar não é fácil, a mágoa, o ressentimento, o medo, a angústia, a saudade parecem que criam raízes, que são alimentada cada vez que pensamos naquilo que as trouxe para dentro de nós.
Praticar o desapego é um exercício diário, continuo. É como andar em cima do muro por um tempo, e como fazer uma viagem para um lugar desconhecido, sabemos o destino e queremos estar lá, só não sabemos o caminho correto.
Não existe fórmula mágica, só alguns passos necessários: pense naquilo que você guarda e te faz se sentir mal. Tem alguém que te faz pensar assim? Essa pessoa ainda está na sua vida? O problema entre vocês é muito grande? Você não vê a pessoa, mas pensa sempre nisso? Lembre da situação toda, escreva em um papel, e desabafe, contado os mínimos detalhes. 
Quem já fez isso sabe o bem que faz, é como as tralhas físicas que guardamos "vai que um dia eu use". Os sentimentos são assim, vão acumulando. Desapegue, e jogue fora o que não faz bem, com certeza os problemas não irão acabar de uma vez, mas você se sentirá mais leve.


0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião que será respondido em breve! Bjs ;)